» Congregação
» Províncias
» Nossas Missões
» Leigos e Carisma
» Animação Vocacional
» O Que Fazemos
» Onde Estamos
» Links

“Completou-se o tempo, o reino de Deus está próximo” - Mc 1,14-20 – O Evangelho do 3º domingo do Tempo Comum, este período litúrgico que forma como que uma “dobradiça” entre o Tempo de Natal e o da Páscoa, tem como foco o chamado dos primeiros discípulos, na ótica de Marcos. No 2º domingo tivemos o Evangelista João a nos brindar com sua teologia vocacional. A perspectiva de Marcos lhe é própria também, como foi a de João. O contexto de Marcos é m ...

Leia todos os Saboreando a Palavra...


» Saboreando a Palavra
Testemunha da Luz - Jo 1-6-8. 19-28 – Estamos no terceiro domingo do Advento e a figura que se destaca é João Batista, aquele que preparou o caminho para Jesus. João Batista denuncia as injustiças do seu tempo e aponta para aquele que é a LUZ. A primeira parte do Evangelho é retirada do prólogo de João. Assim, em Jo 1,6-8 temos uma espécie de interrupção do prólogo poético e teológico que abre todo o Evangelho (1,1-18). É como se o evangelista parasse um instante e apresentasse um personagem muito importante: João Batista. ”Surgiu um homem enviado por Deus; seu nome era João” (v.6). João é um homem enviado. “Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz” (v. 7). Assim reforça que o Verbo eterno é o Verbo encarnado. ”Ele não era a luz” (v.8)! Parece ser esta a palavra chave em João que é retomada a partir do v. 19, quando o Batista se torna a testemunha especial da Palavra. No versículo 7 esta missão é apenas acenada e se adverte no v 8 que João “não era a luz” ou o Messias. “Este foi o testemunho de João” (v. 19). Aqui começa o testemunho propriamente de João. Ele, o Batista, é enviado para despertar a fé, para contar, explicar, apontar a Palavra. E logo de cara enfrenta os emissários, sacerdotes e levitas, vindos de Jerusalém para interrogar João: “Quem és tu” (v. 19)? Eram três expectativas fortes no tempo de Jesus: o Messias, Elias e o profeta especial. Querem saber quem é este para ter o controle da situação. “Eu não sou o Cristo” (v.20), confessa. Não quer cair na tentação de se vangloriar. Ele não é Cristo, nem Elias ou o profeta. A resposta de João é o contrária às de Jesus que dizia com firmeza: “Eu sou” (7 vezes em João!). João é a voz que grita e é testemunha da Palavra é Jesus! “Ele veio como testemunha para que testificasse a respeito da luz, a fim de todos cheguem a crer por intermédio dele”. O que significa ser testemunha da luz? A luz ilumina! Ela traz a verdade à tona. A luz não quer esconder nada! Portanto, João é portador do anúncio de uma vida boa, justa, abundante. João se identifica como “a voz que clama no deserto: Endireitai o caminho do Senhor, como disse o profeta Isaías” (Jo 1,23). João clama e convoca: “Endireitai o caminho do Senhor…” Isto significa que o caminho do Senhor não estava bem. A forma de vida que Deus queria para o seu povo não estava sendo respeitada. É necessário endireitar a caminho, para que a Luz possa brilhar para toda a gente.
Congregação das Irmãs Franciscanas de São José
Rua Vicente Machado, 2731
Centro - Curitiba - PR (Cep: 80440-020)
Fone: 41 3042.5167