» Congregação
» Províncias
» Nossas Missões
» Leigos e Carisma
» Animação Vocacional
» O Que Fazemos
» Onde Estamos
» Links

Testemunha da Luz - Jo 1-6-8. 19-28 – Estamos no terceiro domingo do Advento e a figura que se destaca é João Batista, aquele que preparou o caminho para Jesus. João Batista denuncia as injustiças do seu tempo e aponta para aquele que é a LUZ. A primeira parte do Evangelho é retirada do prólogo de João. Assim, em Jo 1,6-8 temos uma espécie de interrupção do prólogo poético e teológico que abre todo o Evangelho (1,1-18). É como se o evangelista ...

Leia todos os Saboreando a Palavra...


» Saboreando a Palavra
“O maior mandamento” - Mt 22,34-40 – O Evangelho do 30º Domingo encerra diversas controvérsias com os líderes que Jesus encontra em Jerusalém, antes do grande discurso do capítulo 23, onde Mateus elenca todas as críticas às elites religiosas. Os fariseus chegam a se unir aos herodianos, inimigos políticos na realidade, para flagrar Jesus em alguma contradição, conforme vimos no texto do domingo anterior, onde se coloca a questão de pagar ou não o imposto a César. Jesus tem resposta de sabedoria que transcende qualquer razão humana. O evangelista segue com uma narrativa em que entram em cena outros personagens, até aqui um tanto silenciosos: os saduceus (cf. Mt 22,23-33). São a elite sacerdotal que tem o controle do Templo enquanto sistema de sacrifícios, e do tesouro do Templo enquanto arrecadação de tributos e todas as demais ofertas obrigatórias. São favoráveis a Roma e apoiam a César (cf. Jo19,15). Foram os principais mentores da morte de Jesus. O Evangelho diz que não acreditam na ressurreição. Também eles preparam uma armadilha para Jesus, com um exemplo carregado de ironias. A resposta que Jesus lhes dá os deixa sem palavras. Com o silêncio dos saduceus, os fariseus se sentem certamente incentivados, pois também eles tem rivalidades com os saduceus. Provam Jesus com outra armadilha. Reúnem-se e um deles, certamente um dos mais preparados ou dos mais maliciosos, e faz a pergunta direta a Jesus: “Qual o maior mandamento”? Os fariseus eram rigorosos nos mínimos detalhes das 613 Leis que possuíam. Os seus doutores eram estudiosos e discutiam sobre qual seria o maior mandamento. Uns diziam ser a lei do Sábado. As Leis de pureza e impureza também eram muito consideradas. Jesus ignora estas discussões e aponta para o essencial: “Amar a Deus de todo o coração... e ao próximo como a si mesmo”. Nestes dois mandamentos está contido tudo o que possa ser dito na Lei e nos Profetas. Jesus relativiza assim as muitas Leis que faziam dos fariseus verdadeiros opressores do povo. Hoje necessitamos que Jesus novamente nos fale sobre o maior mandamento... Ir. Zenilda Luzia Petry - FSJ
Congregação das Irmãs Franciscanas de São José
Rua Vicente Machado, 2731
Centro - Curitiba - PR (Cep: 80440-020)
Fone: 41 3042.5167