Conclamação do Simpósio - 20 a 23/10/16
Conclamação do Simpósio - 20 a 23/10/16
» Jubileu
24/10/2016   Conclamação do Simpósio
CONCLAMAÇÃO

Os 353 participantes do SIMPÓSIO “A Graça do cuidado num mundo sem compaixão”, pelos 150 anos da Fundação das IFSJ, reunidos na cidade de Piraquara/ PR, no espaço-berço da Congregação no Brasil, de 20 a 23 de outubro de 2016, em celebração aos 90 anos de chegada das primeiras Irmãs, reafirmam os princípios fundamentais para a construção de uma sociedade mais humana, justa, solidária e cristã, buscando ser no mundo memória da Misericórdia do Pai.

O simpósio aconteceu com o objetivo de aprofundar a compreensão e o compromisso com esta permanente missão, num contexto eclesial significativo ao Ano Santo do Jubileu da Misericórdia, no antigo Leprosário São Roque, espaço sagrado da origem da Congregação das IFSJ no Brasil. Hoje, esta obra é denominada Hospital de Dermatologia Sanitária do Paraná. Também neste contexto a morte da Irmã Elza Joenck, (+ 22/10), que morava e trabalhava no local, trouxe a todos o sentido da semente de vida que, lançada na terra, traz frutos.

Neste espaço sagrado fez-se memória do significado das origens da Congregação e o resgate deste sentido para a atualidade. Das preciosas reflexões, depoimentos e dos marcantes momentos celebrativos, foram recolhidas algumas ressonâncias que visibilizam ainda mais o serviço de misericórdia das IFSJ. Assim, se CONCLAMA a todos a divulgar, estimular com amor e concretizar com coragem e firmeza as seguintes proposições:

I - Saúde:
- Desenvolver campanhas e ações de saúde preventiva por meio de alimentação saudável e atividades de bem estar;
- Trabalhar para incluir doentes, principalmente de doenças infectocontagiosas nas relações com a sociedade. Como também, promover a segurança dos profissionais desta área;
- Manter vigilância sobre os sinais da hanseníase e informar a população sobre sua prevenção e tratamento, já que é uma doença que tem cura.
- Cuidar da vida onde ela se encontra mais frágil (idosos, crianças, enfermos)
- Apoiar a recuperação de dependentes químicos em condições de risco, especialmente junto às suas famílias e instituições de acesso à Congregação.


II – Educação/formação
- Reafirmar a importância social da proteção especial à criança, como elo de ligação entre presente e futuro da sociedade, tratando com urgência e prioridade as demandas sociais que lhes digam respeito;
- Respeitar e valorizar as culturas locais - sobretudo a linguagem - na formação dos indivíduos, facilitando o entendimento entre os povos;
- Ter discernimento evangélico nas diferentes situações da vida, desenvolvendo metodologias inspiradas na pedagogia de Jesus. Promover a cultura do encontro: “Se eu tocar nele, vou ser curada”. Recuperar os gestos de Jesus e Madre Alphonsa com “mãos estendidas e pés ligeiros”;
- Aprofundar a compreensão da Graça do Cuidado e da compaixão praticando obras de misericórdia;
- Tornar-se próximo do outro construindo pontes de comunhão, vencendo o egoísmo, a vaidade, o orgulho, a indiferença, os melindres, no exercício do perdão, aproximando distâncias étnicas, sociais, religiosas pelo absoluto respeito a cada criatura humana.

III – Pastorais Diversas
- Aprender a trabalhar em rede e numa dimensão ecumênica no que se refere a projetos sociais voltados para categorias em situação de exclusão, vulnerabilidade e marginalização. Criar pontes entre os dois lados: periferia e cidade; buscar parcerias com o mundo empresarial e intelectual e quebrar o paradigma de que periferia é lugar perigoso;
- Engajar-se nas redes de combate ao tráfico humano, participando de campanhas de conscientização, informando e formando com ações preventivas e denúncia quando necessário;
- Rediscutir o papel dos agentes políticos e gestores públicos em ações afirmativas no combate às injustiças: discriminação, corrupção, desigualdades sociais, reivindicar políticas públicas justas, influindo na escolha de prioridades do orçamento público;
- Sensibilizar para a problemática dos migrantes e refugiados no mundo, zelando para a devida acolhida, inclusão e resgate de sua dignidade como pessoa humana “Eu era peregrino e vocês me acolheram”;
- Repudiar ações e atitudes de discriminação e abandono por motivo de raça, crença, nacionalidade, grupo social a que pertence ou opiniões políticas. Denunciar todos os sinais de morte;
- Incentivar e contribuir com projetos que cuidam da inclusão social das pessoas marginalizadas, sentenciadas e portadoras de deficiências, atribuindo-lhes o devido tratamento para lhes garantir igualdade de oportunidades, de trabalho, de moradia etc.
- Apoiar e colaborar as iniciativas da pastoral dos encarcerados, evangelizando e promovendo a dignidade humana.
- Colaborar com as atividades pastorais junto às comunidades indígenas; defender os povos ribeirinhos e das florestas;

Meio ambiente
- Liderar e engajar-se em ações em prol da conservação ambiental, ajudando a manter os direitos dos povos que vivem em áreas naturais;
- Promover a educação ambiental nas áreas de atuação;
- Incentivar o reflorestamento e o plantio de hortas, pomares e ervas medicinais;
-Lutar pela inserção de prioridades que considerem o uso dos recursos da natureza com ética, valorizando o patrimônio natural local, no empenho de fontes de energia ecologicamente corretas, menos agressivas à natureza e ao homem;
- Incentivar, apoiar e adotar projetos inovadores dos valores humanos e naturais;
- Cultivar a dimensão contemplativa, o valor do silêncio, nutrindo a interioridade em contato com a natureza e com Deus.

Finalmente, registra-se, GRATIDÃO a Deus-Trindade, por tudo que se viu, ouviu, sentiu e viveu. Reconhecimento à organização do evento. Agradecimento às Irmãs, aos voluntários, Leigos Franciscanos da Misericórdia, benfeitores e colaboradores pela generosidade e espírito de entrega na realização deste Simpósio. O espírito colaborativo, a solicitude e a disposição de fazer o melhor por cada um e todos criou uma atmosfera leve, alegre, fraterna e propícia à concretização do apelo do Cuidado e da Misericórdia.


Piraquara, 23 de outubro de 2016


Fonte:    Generalato
Congregação das Irmãs Franciscanas de São José
Rua Vicente Machado, 2731
Centro - Curitiba - PR (Cep: 80440-020)
Fone: 41 3042.5167